Como tirar o visto americano? Veja aqui

Como tirar o visto americano

Com o intuito de facilitar todos os trâmites realizados por quem deseja visitar os Estados Unidos, o processo de como tirar o visto americano não agradou boa parte das pessoas. O sistema, colocado em prática a parti de 2012, piorou a situação de quem não mora nas principais cidades do Brasil. Agora, serão necessárias duas visitas ao consulado para obter a permissão.

Mas há uma expectativa em relação ao número de filas, que já foi bem maior em períodos que antecedem as férias. Mas para que você não tenha maiores dores de cabeça, é fundamental conhecer todos os processos de como tirar o visto americano e apresentar todos os detalhes, não deixando nenhuma dúvida para ser tirada no local de emissão.

Primeiro passo: preenchimento de formulário

Conhecido como formulário DS-160, este é o primeiro documento que você deve preencher para a a solicitação do visto americano. Todas as informações solicitadas devem ser colocadas em inglês, com o maior grau de atualização possível. Qualquer inconsistência nessa avaliação fará com que você seja questionado e tenha o andamento do processo interrompido.

Mas no site oficial, há mecanismos que auxiliam a traduzir as perguntas feitas para o português. Dessa forma, você pode evitar alguns erros comuns de tradução. Responda tudo com tranquilidade e salve as informações, pois deixar a página parada por muito tempo fará com que o formulário seja descartado.

Segundo passo: pagamento da taxa

Normalmente, a taxa cobrada para solicitação do visto é de 160 dólares, o que gira em torno de R$ 640,00 na cotação registada em dezembro de 2019. Há uma série de vistos diferentes, que podem agregar outras solicitações. O preço, neste caso, diz respeito aos visitantes comuns, que não exigem nenhum tipo de petição extra.

Para efetuar o pagamento, você precisará de um cartão de crédito para aplicação no mesmo site do agendamento. Você também pode dar continuidade por telefone ou até fazer em dinheiro, caso esteja disposto a comparecer em uma agência do Citibank. O novo sistema faz com que esta seja a única taxa solicitada, evitando novos pagamentos na sequência.

Terceiro passo: agendamento da entrevista

O pagamento será confirmado em até 2 dias úteis e, depois disso, chegou a hora de agendar a sua entrevista para a solicitação de como tirar o visto americano. Mas não se esqueça de levar o identificador presente no boleto e o recibo do pagamento da taxa. Você pode realizar o seu atendimento por meio do call center ou no site, de forma rápida e prática.

Antes de qualquer agendamento, é fundamental que todos os seus dados já estejam presentes no site. Confira se todos os seus dados pessoais já constam no cadastro e escolha o local de entrega de seu passaporte, que já pode chegar acompanhado do visto americano.

Porém, é importante que você também conte com o seu número de passaporte na hora da solicitação do visto. Com tudo regularizado, é preciso esperar o dia escolhido para a realização da entrevista.

Tudo vai depender da demanda na região que você selecionou. Não se esqueça de levar todos os documentos citados ao consulado, principalmente aqueles que possuem fotos e impressões digitais. Antes do diálogo, será preciso passar pelo Centro de Atendimento ao Solicitante.

Quarto passo: CAVS

Conhecido por esta sigla, o Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto é o espaço onde todas as suas informações serão coletadas e analisadas. Isso inclui os documentos e os dados biométricos, verificando se você realmente poderá solicitar um visto. Também são checadas todas as informações que você passou no formulário DS-160.

Você não precisa repassar as suas digitais caso tenha menos de 15 ou mais de 66 anos de idade. Os seus representantes legais devem fornecer fotografias 5×7 e confirmar todos os dados do formulário DS-160, atestando a possibilidade da viagem. Estes centros estão presentes nas principais capitais brasileiras.

Como tirar o visto americano

Quinto passo: a entrevista

No momento de ser entrevistado, o candidato deve apresentar o passaporte e a página de confirmação do pagamento da taxa. Mas vale destacar que a entrevista só obrigatória para quem tem mais de 16 e menos de 65 anos. Porém, ninguém está livre de ser convocado pelo consulado americano a qualquer momento, desde que seja constatada alguma irregularidade.

Esta é a etapa que reúne a maior parte das dúvidas dos solicitantes. Mas não há segredo, pois as únicas coisas que você deve transparecer são a tranquilidade e a verdade. Passando todas as informações com total exatidão, não haverá motivo para impedir a sua viagem. E isso inclui, também, todas as informações cedidas em formulários e documentos. É bom saber tudo de cor para não gerar suspeitas.

Até por este motivo, é muito importante contar com todos os comprovantes de agendamento, de pagamento e formulários DS-160 em mãos, evitando que tenha alguma informação que não condiz com a realidade. Você pode imprimir em diversos locais próximos, que oferecem este tipo de serviço. Não esqueça de checar todos os pontos mais de uma vez.

Recebendo o visto americano

Com tudo correto, você provavelmente será aprovado para receber o visto americano. É muito difícil receber uma recusa, pois mais de 96% das solicitações brasileiras acabam sendo respondidas de maneira afirmativa. Agora você terá duas opções: receber o visto diretamente na sua casa ou na CASV mais próxima de você, no caso a que coletou todas as suas informações. Essa preferência já é definida no momento em que você faz a solicitação para entrevista.

Com uma transportadora exclusiva para este tipo de operação, é muito raro que ocorram problemas na entrega deste item. Por isso, não há preocupação em optar por receber em casa. Eles também oferecem todo o acompanhamento via rastreio, deixando claro qual o prazo em que você poderá receber o documento.

Mas é fundamental destacar que, caso surjam novas dúvidas sobre como tirar o visto americano, você poderá consultar uma série de centrais telefônicas para conversar sobre o assunto. Todos os solicitantes são atendidos com enorme velocidade e eficiência. Há, inclusive, canais que exploram o uso do Skype para responder perguntas de quem está realizando o processo. As redes sociais também são importantes para a consulta das fontes oficiais.

Deixe seu comentário!