Chapada dos Veadeiros: onde fica o paraíso natural?

Imagine um lugar onde os olhos dos viajantes se perdem na imensidão de uma paisagem exuberante e totalmente natural. Então, sem dúvidas, você pensou na Chapada dos Veadeiros!

Localizada na região Centro-Oeste, mais especificamente, no interior do Goiás, o ponto turístico, que atrai visitantes de todos os cantos do planeta, presenteia os turistas com cachoeiras e cânions em uma vista excepcional. Lá, cada queda d’água é especial.

E, além dos banhos revigorantes e cheios de energia, a beleza do cerrado também oferece um final de tarde ensolarado, capaz de colorir os seus dias de passeio! Por esses e outros motivos, visitar a Chapada dos Veadeiros é certeza de sair apaixonado por cada cenário daquele pedacinho mágico do Goiás.

E se você quer saber mais sobre como mergulhar fundo nas águas geladas desse ponto turístico e aproveitar cada segundo dessa viagem fantástica, perfeita para amantes de ecoturismo, continue de olho nos próximos parágrafos desse artigo e saiba mais sobre a história e como aproveitar a sua visita à Chapada dos Veadeiros com sucesso!

Veja também:

Quais são as cachoeiras mais próximas de Brasília?

História

Foto: Avianca em Revista

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi criado em 11 de janeiro de 1961, a partir do Decreto Nº 49.875, que foi emitido pelo presidente à época, Juscelino Kubitschek. O parque se trata de uma área de consideração e proteção à natureza e fica localizado no estado de Goiás, na região Centro-Oeste do país.

Mas a sua história não começou aí.Na realidade, o povoamento da região se deu com a chamada Fazenda Veadeiros, em 1750. Lá, iniciaram-se as atividades de cultivo café e trigo, além de pecuária, que se agruparam em pequena escala.

Foi somente mais tarde, mais precisamente em 1892, que um grupo comandado por Luís Cruls, nomeado Comissão exploradora do Planalto Central, foi até a Chapada e região com o intuito de fazer um levantamento e delimitar a área que receberia a então futura capital do país.

Atualmente, a Chapada dos Veadeiros é considerada um valioso dispersor de drenagem, composta por rios escavando vales em forma de “V”. O principal deles é o rio Preto, que dá origem à diversas cachoeiras ao longo de seu curso.

No parque, também é possível contemplar uma grande riqueza de fauna e flora. Para você ter uma ideia, aproximadamente 50 espécies que vivem na região são classificadas como raras, sob risco de extinção ou endêmicas.

Dentre os animais, das 6.429 que existem no bioma do cerrado, já foram identificadas 1.476 espécies de plantas na Chapada dos Veadeiros. Não é à toa que o parque passou a fazer da lista do Patrimônio Mundial pela Unesco, em dezembro de 2001.

Atualmente, a administração do local está sob a responsabilidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A entrada para a Chapada dos Veadeiros se dá através do município de São Jorge que, por sua vez, está ligado à cidade de Alto Paraíso. Essas duas localidades, junto com o município de Cavalcante, são os três principais pontos que mais atraem turistas à região.

Veja também:

Lago Paranoá: 5 lugares para curtir no ponto turístico em Brasília!

O que fazer na Chapada dos Veadeiros? 10 lugares para visitar!

Agora que você já sabe tudo sobre a Chapada dos Veadeiros, chegou a hora de conhecer os principais pontos turísticos para conhecer nesse lugar mágico! Confira:

1 – Trilha dos Cânions

Foto: Renato Oliveira/Vamos Trilhar

Trata-se de uma trilha que fica dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Ela possui cerca de 10 Km de extensão e termina na Cachoeira da Carioca, um lugar perfeito para a aproveitar uma tarde de passeio depois de uma boa caminhada.

Diferente de algumas outras muitas existentes no parque, muitos viajantes consideram essa trilha fácil, de modo geral, sendo bem sinalizada também. Vale ressaltar que o acesso ao parque só pode ser feito das 8h às 12h e o estacionamento custa R$ 15.

2 – Vale da Lua

Foto: Augusto Miranda/MTur

Um dos lugares mais visitados por quem vai à Chapada dos Veadeiros, o Vale da Lua, que tem esse nome porque o chão possui formações que lembram a superfície da Lua, é apaixonante e diferente de todos os lugares que você já viu na vida. Ele fica localizado a cerca de 30 Km de Alto Paraíso.

As pedras e crateras lá são algo interessante de se ver, além das grutas e cachoeiras! Para chegar até o Vale da Lua, é preciso fazer uma trilha de, mais ou menos, 600 metros, mas a caminhada é simples. A entrada no local custa R$ 20 e a entrada só é permitida até às 15h.

3 – Cataratas dos Couros

Foto: Casal de Mochilão/Arquivo pessoal

A 57 Km de Alto Paraíso, a Catarata dos Couros também tem uma trilha de acesso, com caminhada aproximada de 2 Km. O local tem esse nome porque é repleto de poços e cachoeiras que formam o Rio Couros.

O local é ideal para viajantes mais aventureiros, já que há uma parte para quem quiser pular em um poço, com altura de cerca de 15 metros. Além das cataratas que são formadas pelo Rio Couros, você também pode conhecer as cachoeiras São Vicente, da Muralha, Bujão, Parafuso e Cânion dos Couros.

Veja também:

12 paisagens lindas do Brasil que você merece ver!

4 – Cachoeira de Santa Bárbara

Foto: Leve Sem Destino/Arquivo pessoal

Sem dúvidas, este é o ponto turístico mais famoso da Chapada dos Veadeiros. Ela fica localizada a uma distância de, mais ou menos, 22 Km de Cavalcante.

No entanto, como a Cachoeira de Santa Bárbara fica em um lugar fechado do rio, para pegar um dia proveitoso de sol, é preciso chegar até, no máximo, o horário de meio-dia. A atração dessa cachoeira é a sua água cristalina, digna de comparação com o azul do Caribe.

5 – Cachoeira dos Macaquinhos

Foto: Viagens Cine/Arquivo pessoal

A 43 Km de Alto Paraíso, a Cachoeira dos Macaquinhos possui 10 quedas d’água, cada uma mais bonita que a outra, sendo algumas com poços de água verde esmeralda. Um verdadeiro espetáculo da natureza.

Lá, para quem ama uma “cachu” e é mais ousado, existem até opções de cachoeiras para nudismo. Para visitar o local, é preciso reservar o dia todo para o passeio. Há, primeiro, 30 Km de estrada de terra para, só então, chegar à trilha que dá na cachoeira.

O acesso custa R$ 20 para ver as quedas d’água. Caso tenha interesse em acampar, o local também oferece uma área de camping.

6 – Cachoeira do Abismo e Mirante da Janela

Foto: Blog De Bacon Tudo/Arquivo pessoal

Os dois locais ficam próximos ao povoado de São Jorge e a entrada custa R$ 10. Para chegar até eles, será preciso fazer uma trilha com cerca de 6 Km de extensão (somando ida e volta), que é bem fácil.

Lá, a visão do mirante é incrível, de onde você pode ver os saltos do Rio Preto. Não é à toa que este é um dos principais cartões postais da Chapada dos Veadeiros.

7 – Loquinhas

Foto: Blog Melhores Destinos/Divulgação

A trilha Loquinhas ficam perto de Alto Paraíso e soma, ao todo, sete quedas e poços pequenos para conhecer, todos com água cristalina. A água é considerada bem gelada, mas não mete medo nos viajantes.

Para acessar o local, é preciso passar pela rua do Segredo. A trilha possui cerca de 2 Km de extensão (ida e volta) e a caminhada tem nível de dificuldade fácil. O valor da entrada é de R$ 20.

8 – Cachoeira Almácegas

Foto: André Donato Calemi Bonizzia/ Bem na Foto

Esta é considerada uma das cachoeiras mais belas da Chapada dos Veadeiros, que é dividida entre Almácegas I e Almácegas II. Para chegar até ela, é preciso passar pela Fazenda São Bento, que, por se tratar de uma propriedade privada, cobra o valor de R$ 30 para a entrada.

O poço é bem fundo, recomendado apenas para turistas que nadam bem. Mas quem não sabe não perde nada. A vista é incrível! Caso faça questão de tomar um banho, há a opção de aproveitar algumas piscinas naturais no alto da queda d’água. A prática de rapel lá também é bem comum.

9 – Trilha dos Saltos do Rio Preto

Foto: Blog Melhores Destinos/Divulgação

Como o nome já entrega, essa trilha é que dá acesso aos saltos do Rio Preto, os mesmos que podem ser vistos lá do alto do Mirante da Janela, que falamos anteriormente. Um deles possui 120 metros, o que quer dizer que não dá para chegar até a base; e outro com 80 metros, onde é possível finalizar o passeio com um banho.

Além da vista dos saltos, essa trilha também inclui corredeiras, que formam piscinas naturais (geralmente, na época de seca) boas para tomar banho.

10 – Travessia das Sete Quedas

Foto: Blog Seu Mochilão/Arquivo pessoal

Esse local pertence ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. A trilha, como o nome também já diz, é mais complicada, sendo que é possível demorar de dois a três dias para concluir os seus 24 Km de extensão.

Conhecer a Travessia das Sete Quedas e fazer essa caminhada só é possível em períodos de seca, com um agendamento de, pelo menos, cinco dias prévios.

Gostou de conhecer melhor a Chapada dos Veadeiros? Então, compartilhe esse artigo e marca os amigos viajantes para marcarem a próxima aventura por lá!

Até a próxima!

Veja também:

10 pontos turísticos de Brasília para conhecer e se apaixonar pela capital do país

Deixe seu comentário!